terça-feira, 23 de novembro de 2010

Criança causa polêmica ao afirmar ter ido ao céu, falado com Jesus e João Batista e visto Deus: “No céu todos são jovens”

Criança causa polêmica ao afirmar ter ido ao céu, falado com Jesus e João Batista e visto Deus: “No céu todos são jovens”
Experiências de quase morte são controversas. Já foram analisadas e estudadas exaustivamente, sem que haja uma palavra final sobre o assunto. Para alguns não passa de alucinação, para outros é algo profundamente espiritual.

Nos últimos dias tem se debatido muito, nos Estados Unidos, a história de Colton Burpo. Quando este filho de um pastor metodista do Nebraska tinha quatro anos (em 2003), teve uma apendicite que foi diagnosticada errada. Assim que os médicos descobriram o que havia ocorrido, ele foi submetido a uma operação de emergência. Ele não resistiu, disseram os médicos, e ele foi dado como morto.

Deitado na cama de um hospital, o menino narra que pode ver sua alma subindo até o céu. Ele descreve que viu e ouviu o que seu pai orava e o que sua mãe fazia nos corredores do hospital. Chegando ao céu, encontrou seu bisavô e conversou com a irmã mais velha que nunca conheceu, pois sua mãe teve um aborto espontâneo, assuntos que ele desconhecia até então.

Ele narra que viu e conversou com Jesus, que andava em um cavalo que somente ele podia montar. Descreveu ainda uma visão de Deus “muito grande”, sentado em uma cadeira muito alta. Depois de algum tempo no céu, tendo visões que se assemelham em muitos aspectos ao que diz o livro de Apocalipse e conversar com personagens bíblicos como João Batista, o menino voltou à Terra.

Ele reviveu e relatou tudo que experimentou ao pai, Todd, que decidiu registrar em um livro chamado “Heaven is for real” [O Céu é de verdade], lançado pela Thomas Nelson. O livro tem o prefácio de Don Piper, que também escreveu uma obra narrando como foi sua experiência no céu e que endossa o testemunho de Colton

Este não é o primeiro livro escrito por pessoas que alegam ter visitado o céu. O que chama atenção é o fato de ser narrado por uma criança de quatro anos de idade. Segundo seu pai, muitas das coisas que ele narra não seriam possíveis para ele conhecer. Desde a história da perda da irmã no ventre materno até detalhes sobre a visão celestial que corroboram com a narrativa do apóstolo João no livro de Apocalipse.


No início desta semana o menino e o pai foram entrevistado pela rede americana Fox, no programa Fox & Friends.O que era para ser uma simples promoção de seu livro (qua acaba de ser lançado) se transformou quase imediatamente em uma controvérsia nacional. Centenas de sites e blogs reproduziram a entrevista, muitos elogiaram a emissora enquanto um outro grupo fazia pesadas críticas ao que consideram uma tentativa da direita cristã de impor sua agenda e usar o menino para isso. OS detalhes fornecidos pelo jovem Burpo de que todos são jovens no céu e que os olhos de Jesus são azuis criaram controvérsia também no meio religioso. O livro já tinha passado das 100.000 cópias vendidas antes de toda essa exposição de mídia e agora certamente irá ter uma procura ainda maior.

Fonte: FoxNews / Gospel+











.

2 comentários:

Erlon Andrade disse...

Visões, sonhos, tudo é aceito principamente se vem de uma criança. Não ponho em questão se a criança teve ou não essas experiências, porém, olhar a face de Jesus a ponto de ver a cor dos olhos, com certeza é uma experiência para poucos. Mas precisamos levar em consideração o que está escrito:
Ninguém jamais viu a Deus!

... disse...

Esta semana apos ler sobre o aborto na minha biblia eu e meu marido começamos uma discução com a seguinte pergunta em questão.
As crianças que sofrem um aborto, vão para o céu com a aparencia de um bebê?
E pensar que alguem teve uma experiencia como essa, é incrivel. Quem não gostaria de ver a face de Jesus? e ainda ter a oportunidade de voltar e contar!
Vai saber! ele é o Deus do impossivel.
para mim parece impossivel mesmo uma criança ter vivido tamanha benção, porem...